22 de abril de 2010

H A R V E Y




Que a luz da lua escorra pela pele, pelos pêlos e, que raios de sol embaracem seus cabelos, que a vida lhe dê muita saliva pra lamber sonho em carne viva. Que seu riso não tenha o mínimo pudor, que os ventos soprem sempre a seu favor – Ou não, para que assim você tenha que lutar. Quando me vi diante do mundo, era necessario correr para ele me enterrar. Mas eu não quero, eu não posso.
 
Veja Harvey, eu estou aqui, e vou cuidar de você. Não barulhos, não há solidão, sem medo... Me dê sua mão.

Continua...

2 comentários:

  1. Muito bom.. Visite tbm o meu blog http://brunaaboo.blogspot.com.br/ Obrigado!

    ResponderExcluir